Maradona declara apoio à ampliação da Copa do Mundo para 48 times

Por Brian Homewood

ZURIQUE (Reuters) - O ex-jogador e técnico argentino Diego Maradona declarou nesta segunda-feira ser favorável à expansão da Copa do Mundo para 48 times, afirmando que a mudança vai reacender o interesse no torneio.

O Conselho da Fifa deve aprovar a proposta de ampliação do Mundo dos atuais 32 times para 48, a partir de 2026, quando se reunir na terça-feira para discutir a questão.

Maradona costumava ser bastante crítico à Fifa, mas fez as pases com a federação internacional no ano passado depois que Gianni Infantino foi eleito presidente do órgão para substituir Joseph Blatter.

"Estou encantado com a iniciativa de Gianni porque dá chance para times que do contrario entraram nas eliminatórias sabendo que não teriam chance de chegar a uma Copa do Mundo", disse Maradona a repórteres após uma partida de ex-jogadores na sede da Fifa.

"Possibilita a cada país o sonho e renova a paixão pelo futebol, me parece ser uma ideia fantástica", acrescentou Maradona, que foi capitão da Argentina na conquista do título mundial em 1986.

O ex-jogador disse ainda que é importante para o esporte que a imagem da Fifa tenha melhorado após um escândalo de corrupção que resultou no indiciamento de mais de 40 pessoas e duas empresas de marketing esportivo nos Estados Unidos.

"Queremos uma Fifa que seja limpa, para que as pessoas voltem aos estádio, com tanta corrupção as pessoas ficaram cansadas de ver sempre a mesma coisa", disse Maradona, de 56 anos.

Maradona era um crítico frequente do antecessor de Infantino, Joseph Blatter, e chegou a dizer que havia uma "máfia" dentro da Fifa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos