Produção de carne bovina da Argentina cai 2,2% em 2016, mas deve crescer em 2017, diz associação

BUENOS AIRES (Reuters) - A produção de carne bovina da Argentina caiu para 2,67 milhões de toneladas em 2016, 2,2 por cento abaixo do ano anterior, mas irá crescer em 2017 devido a uma clima político mais favorável, disse uma associação do setor nesta segunda-feira.

A queda na produção de 2016 ocorreu à medida que produtores reduziram o ritmo de abates a fim de aumentar o tamanho dos rebanhos para aproveitar a eliminação das taxas e restrições de exportação, uma das primeiras medidas do presidente Mauricio Macri após assumir o cargo em dezembro de 2015.

"Haverá um aumento substancial na produção de carne bovina durante o ano que acabou de começar" disse a Câmara da Indústria e Comércio de Carne (Ciccra) em seu relatório mensal.

As exportações totalizaram 218.500 toneladas em 2016, 10 por cento acima do ano anterior, disse a Ciccra, enquanto o consumo doméstico caiu 4,1 por cento para 57,1 kg por pessoa.

O abate total em 2016 ficou próximo de 11,8 milhões de cabeças, 2,9 por cento abaixo do ano anterior.

(Por Maximilian Heath)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos