Rosengren, do Fed, pede altas de juros graduais, porém mais rápidas

HARTFORD, EUA (Reuters) - O presidente do Federal Reserve de Boston, Eric Rosengren, pediu nesta segunda-feira que o banco central dos Estados Unidos acelere o ritmo de alta da taxa de juros do padrão de uma vez por ano que buscou desde 2015, alertando para os riscos de inflação se não fizer isso.

"Espero que a política monetária apropriada precise normalizar mais rapidamente do que ao longo do ano passado", disse Rosengren em declarações preparadas para um evento.

A 4,7 por cento, o desemprego está agora em um nível que é sustentável no longo prazo, disse ele, e a inflação está a caminho de alcançar a meta de 2 por cento do Fed até o final deste ano.

"Sem mais altas graduais na taxa de juros, pode-se ficar preocupado que a taxa de desemprego pode ir abaixo do nível sustentável de longo prazo --e como resultado, a inflação pode eventualmente superar a meta de 2 por cento do Fed", disse ele.

"A postura de política monetária precisará de ajuste --para impedir que a economia supere de forma dramática ambos os elementos do mandato duplo, o que colocaria a recuperação econômica em risco."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos