Angelina Jolie e Brad Pitt utilizarão juiz particular para divórcio

(Reuters) - Em busca de privacidade sobre os detalhes de seu divórcio, a atriz Angelina Jolie e o ator Brad Pitt, um dos casais mais glamurosos e poderosos de Hollywood, utilizarão um juiz particular, informou o casal em nota à CNN na segunda-feira.

Jolie e Pitt chegaram a um acordo para manter todos os documentos do divórcio e ações subsequentes sob sigilo, a fim de “preservar os direitos de privacidade de seus filhos e familiares”, informou o casal no comunicado conjunto. 

Advogados representantes os atores contatados pela Reuters não estavam imediatamente disponíveis para comentários.

A atriz vencedora do Oscar pediu divórcio em setembro em Los Angeles, citando diferenças irreconciliáveis, mostraram documentos judiciais. A separação foi repentina, seguindo um incidente no qual Pitt teria perdido a paciência na frente de pelo menos um de seus seis filhos. 

Jolie busca a custódia integral dos filhos do casal, com direito de visita de Pitt, mas não deseja apoio do pai na criação dos filhos. A data de separação mencionada foi 15 de setembro. 

Jolie e Pitt, conhecidos pela imprensa especializada com "Brangelina”, foram um dos casais mais famosos do mundo do entretenimento, graças à beleza de cada um, de seus filmes bem- sucedidos e de seu ativismo. Eles se casaram em 2014, após uma década juntos. 

Em novembro, Pitt foi inocentado de alegações de conduta abusiva e pediu a custódia compartilhada.

O comunicado conjunto foi divulgado um mês após o juiz ter negado a Pitt uma audiência de emergência na qual ele buscou o sigilo de todos os documentos do divórcio, de acordo com a CNN.

(Por Brendan O'Brien, em Milwaukee)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos