Governo estuda eventual concessão de Congonhas e Santos Dumont, diz ministro

Por Leonardo Goy

BRASÍLIA (Reuters) - O governo federal está estudado conceder à iniciativa privada os aeroportos de Congonhas (SP) e Santos Dumont (RJ), disse nesta quarta-feira o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira.

Os aeroportos, que estão entre os mais movimentados do país, são hoje administrados pela estatal Infraero.

"Estão na lista de discussão, sim. Há uma discussão sobre novos aerroportos (para conceder) e esses aeroportos fazem parte da lista", disse o ministro a jornalistas, após participar de reunião do presidente Michel Temer com ministros da área de infraestrutura.

Na semana passada, uma fonte do governo a par das discussões disse à Reuters que uma nova rodada de concessões de ativos de infraestrutura deve ser lançada pelo governo federal em março.

Oliveira confirmou que os estudos estão em andamento e incluem, além de aeroportos, outros setores como sanemaneto e rodovias.

Em 16 de março o governo realizará o leilão dos aeroportos de Porto Alegre (RS), Florianópolis (SC), Salvador (BA) e Fortaleza (CE).

A oferta desses quatro aeroportos faz parte do primeiro pacote de concessões do governo Temer, lançado em setembro passado, no âmbito do Plano de Parcerias de Investimentos (PPI).

No ano passado, foram licitados a distribuidora goiana de energia elétrica Celg, arrematada pela italiana Enel por 2,187 bilhões de reais, e o terminal de passageiros do porto de Salvador, que ficou com o consórcio Contermas, por 8,5 milhões de reais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos