Indonésia retira proibição a exportações de minério de níquel e bauxita

JACARTA (Reuters) - A Indonésia introduziu novas regras nesta quinta-feira que vão permitir exportações de minério de níquel e bauxita, além de concentrados de outros minerais sob certas condições, em uma ampla mudança na política do país, importante fornecedor global dos produtos.

Uma proibição à exportação de minérios não processados foi imposta em 2014 para impulsionar indústrias de maior valor agregado, mas o governo da maior economia do Sudeste Asiático tem enfrentado um forte déficit orçamentário. A receita em 2016 ficou 17,6 bilhões de dólares abaixo do previsto.

A retomada dos embarques pode ter sido desenhada para reduzir o déficit.

As novas regulamentações derrubaram em mais de 5 por cento os preços do níquel, para mínimas de quatro meses de 9.660 dólares a tonelada, embora a commodity tenha se recuperado posteriormente.

O diretor geral de Carvão e Minerais do Ministério de Energia da Indonésia, Bambang Gatot, disse que as exportações serão autorizadas por até cinco anos e restritas a volumes permitidos pelo governo e por inspetores independentes, mas não deu maiores detalhes.

Uma autoridade do ministério disse em outubro que a Indonésia poderia exportar até 15 milhões de toneladas de minério de níquel em 2017 se a proibição fosse retirada, cerca de um quarto dos níveis de 2013.

(Por Wilda Asmarini e Bernadette Christina Munthe)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos