Premiê do Japão se torna primeiro chefe de Estado a visitar polêmico líder das Filipinas

Por Martin Petty e Neil Jerome Morales

MANILA (Reuters) - O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, chegou às Filipinas nesta quinta-feira para uma visita de dois dias, buscando melhorar as relações com o polêmico líder do país, Rodrigo Duterte, e impulsionar a posição econômica japonesa frente a uma esperada concorrência com a China.

A visita de Abe, que inclui um pacote de ajuda de 8,77 bilhões de dólares, é a primeira de um chefe de Estado às Filipinas sob o governo de Duterte, e acontece em meio a um cenário político em transição por conta de uma dramática mudança na política externa promovida em Manila. 

Duterte tem sido hostil em relação a aliados tradicionais das Filipinas, como os Estados Unidos, enquanto tenta se aproximar da China, um adversário histórico, o que coloca o Japão em uma posição difícil, dados seu bom relacionamento com Washington e rivalidade com Pequim. 

Abe descreveu o fato de ser o primeiro líder a visitar Duterte como uma “tremenda honra”.

“Escolho as Filipinas como meu primeiro destino neste ano e isso prova minha ênfase em nosso relacionamento bilateral”, disse o premiê. 

A chegada de Abe coincide com um momento no qual a China busca capitalizar com a abertura de Duterte para seus investimentos em áreas como infraestrutura, a qual os japoneses há tempos desempenham um papel importante no sudeste asiático. 

O Japão é um dos maiores investidores nas Filipinas, principalmente em eletrônicos, serviços financeiros e produção de veículos.

(Reportagem adicional de Kiyoshi Takenaka, em Tóquio)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos