Promotores decidirão se acusam suspeitos de tragédia em estádio na Inglaterra em 1989

LONDRES (Reuters) - Promotores britânicos vão avaliar se acusações criminais devem ser feitas contra 23 suspeitos por conta da tragédia do estádio de futebol Hillsborough em 1989 na qual 96 torcedores morreram, disse a comissão de fiscalização da polícia nesta quinta-feira.

Os torcedores do Liverpool morreram esmagados numa área superlotada e fechada com um alambrado no estádio em Sheffield, no norte inglês, na semifinal da Copa da Inglaterra contra o Nottingham Forest. O episódio é o pior desastre ligado ao esporte do Reino Unido.

Em abril passado, após um inquérito de dois anos, um júri concluiu que a polícia, que inicialmente acusou torcedores bêbados pela tragédia, foi a responsável pelas mortes, havia mentido e encoberto os seus erros por trás da catástrofe.

Jurados haviam sido orientados que, para dar veredictos de “morte ilegal”, teriam que estar certos de que David Duckenfield, o comandante da polícia responsável pela partida, tinha sido responsável por “assassinato por negligência grave”. Eles decidiram que as mortes foram ilegais.

A comissão policial independente para reclamações disse que a promotoria britânica havia recebido evidências de duas equipes que investigaram a causa da tragédia e as supostas tentativas posteriores de esconder a verdade.

A promotoria disse que avaliaria acusações como assassinato por negligência grave, perverter o curso da Justiça e improbidade contra os 23 suspeitos, que não foram identificados.

(Reportagem de Michael Holden)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos