Câmara dos Deputados dos EUA inicia processo de revogação do Obamacare

Por Richard Cowan e Susan Cornwell

WASHINGTON (Reuters) - Deputados republicanos dos Estados Unidos aprovaram nesta sexta-feira uma medida iniciando o processo de desmantelamento do Obamacare nos Estados Unidos, apesar das preocupações por não haver um programa substituto pronto e pelo potencial custo financeiro de revogar a lei de seguro saúde que é marca do governo do presidente Barack Obama.

A Câmara decidiu por 227 a 198 votos orientar comitês para a elaboração de uma lei até o dia 27 de janeiro que revogaria a legislação de assistência de saúde de 2010, o chamado Obamacare. O Senado havia aprovado a mesma medida na quinta-feira.

Nenhum democrata apoiou a iniciativa.

Com a votação, os republicanos começaram a cumprir a promessa de terminar com o Obamacare, o que também foi uma promessa de campanha do presidente eleito Donald Trump.

O programa, que ampliou a cobertura de saúde para cerca de 20 milhões de pessoas, tem sido afetado pelos aumentos nos prêmios e franquias de seguros e pela saída de grandes seguradoras do sistema.

A resolução aprovada pela Câmara e pelo Senado não precisa do aval presidencial, uma vez que é parte do processo orçamentário interno do Congresso. Contudo, quando a lei de revogação do Obamacare for elaborada, as duas Casas terão que aprová-la, e a assinatura presidencial será necessária.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos