Técnico do West Ham se diz "triste e irritado" por controvérsia com Payet

LONDRES (Reuters) - O técnico do West Ham United, Slaven Bilić, disse estar “triste e irritado” sobre a recusa de Dimitri Payet de continuar a jogar pelo clube, e acrescentou que a situação já vinha se desenvolvendo “há um tempo”.

Bilić veio a público sobre o desejo de Payet de deixar o West Ham em uma coletiva de imprensa na quinta-feira, destacando como o meia francês entrou em greve na tentativa de forçar uma transferência.

Em artigo em uma coluna no jornal Evening Standard nesta sexta-feira, Bilić deu mais detalhes sobre a polêmica e disse que Payet definitivamente não jogaria contra o Crystal Palace, pelo Campeonato Inglês, no sábado. 

“Isso me deixou triste, irritado, mas no momento Dimitri disse que ele não vai jogar pelo clube, então não tenho alternativa a não ser planejar a partida de sábado sem ele”, escreveu.

“Ele não vai treinar com o resto do time e a posição do clube permanece consistente, a qual é de que ele não está à venda... não há motivo para dizer que não sentiremos falta de Dimitri Payet porque os torcedores sabem —nós sabemos— que ele é um grande jogador.”

O clube disse que ele não será vendido na janela de transferência de janeiro, apesar de relatos da imprensa britânica de uma oferta de 20 milhões de libras (24,36 milhões de dólares) de seu antigo clube Olympique de Marseille, o qual ele deixou em 2015, além de interesse de outros clubes, como o francês Paris St Germain e o inglês Chelsea. 

Payet recebeu um significativo aumento salarial ao assinar um novo contrato em fevereiro de 2016, que se estende até 2021.

(Por Neil Robinson)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos