Wenger nega que próprio futuro no Arsenal seja fundamental para renovação de Ozil

(Reuters) - O técnico do Arsenal, Arsene Wenger, minimizou a relação entre seu próprio futuro no Arsenal com a renovação de contrato do meia alemão Mesut Ozil.

Wenger, cujo contrato com o clube inglês termina no final da temporada, disse que Ozil foi "mal interpretado" em uma entrevista nesta semana na Alemanha, na qual o jogador disse que irá aguardar para ver se o técnico continua antes de se comprometer com o time.

Ozil e o atacante chileno Alexis Sánchez estão nos 18 meses finais de seus contratos com o Arsenal, e ambos estão em negociações prolongadas sobre renovação.

"Acho que ele (Ozil) foi um pouco mal interpretado", disse Wenger durante entrevista coletiva nesta sexta-feira quando perguntado sobre os comentários do jogador à revista alemã Kicker.

"Ele gostaria de saber o que acontece com a direção técnica, é claro, mas não acho que esta é a parte principal de sua decisão. É uma parte dela, mas não é tudo", afirmou.

"Há muitos outros ingredientes em qualquer negociação e esperamos encontrar uma solução muito rapidamente com ele. Sempre conversamos, converso mais com seu empresário sobre o contrato do que com ele".

O Arsenal renovou os contratos do trio francês Laurent Koscielny, Olivier Giroud e Francis Coquelin na quinta-feira, e Wenger disse que não está pronto para entrar em pânico por Ozil e Sánchez ainda.

"Não vamos esquecer que estes jogadores ainda tem 18 meses pela frente, é muito tempo no futebol. Estou bem relaxado".

O Arsenal está em quinto na tabela da Liga Inglesa, com 41 pontos, após 20 jogos, e oito pontos atrás do líder da tabela, o Chelsea.

(Reportagem de Shravanth Vijayakumar, em Bangalore)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos