Esperança de título de Manchester City é abalada por Lukaku e jovens do Everton

(Reuters) - As esperanças do Manchester City de conquistar o título do Campeonato Inglês tiveram um duro golpe neste domingo depois que o Everton, do inspirado Romelu Lukaku e dos jovens Tom Davies e Ademola Lookman, goleou a equipe do técnico Pep Guardiola por impiedosos 4 x 0.

O espanhol sofreu sua pior derrota no futebol, mesmo depois do City dominar a posse de bola e criar chances. Mas pagou caro por erros defensivos que levaram o atacante belga Lukaku a abrir o placar e fazer seu 12º gol no campeonato aos 34 minutos de jogo. 

Depois do intervalo, Kevin Mirallas ampliou o placar, e na sequência o talentoso garoto de 18 anos Tom Davies, cria da base do Everton, aproveitou para fazer seu primeiro gol pelo time de infância. O City foi ficando sem alternativas.

Ainda teve tempo para Lookman sair do banco de reserva e, estreando aos 19 anos, completar a goleada com um arremate de primeira nos acréscimos, em gol que surgiu de falha da ex-joia do Everton John Stones, sacramentando a quarta derrota do City nas últimas oito partidas do Inglês.

O time de Manchester agora é o quinto colocado, dez pontos atrás do líder Chelsea, e Guardiola parecia desamparado após a partida.

"O jogo é um exemplo de muita coisa que aconteceu nesta temporada. Isso é futebol. Neste jogo, às vezes você não precisa fazer muitas coisas para marcar. Eles chegaram uma vez e marcaram", disse Guardiola à Sky Sports.

"Não é só hoje, é durante quase toda a temporada. E isso é duro para os jogadores lidarem com essa situação. É claro que podemos fazer melhor do que isso. É péssimo para os jogadores."

O City até que começou bem neste domingo, pedindo pênalti em lance com Raheem Sterling na área, que o juiz não deu.

Os passes de Kevin De Bruyne geraram chances que Sterling e David Silva desperdiçaram e os visitantes ganhavam na posse de bola, mas quando Davies interceptou passe de Gael Clichy, o Everton golpeou na medida certa, e sem misericórdia.

O passe de Davies encontrou Mirallas, que deixou Lukaku na cara do gol para marcar seu terceiro gol nas últimas quatro partidas. 

Sterling quase empatou na sequência, mas o Everton ampliou depois do intervalo, com Mirallas acertando um belo chute de direita, depois que Yaya Touré foi desarmado no meio-campo e Ross Barkley ofereceu a assistência.

Mirallas foi substituído sob aplausos da torcida para a entrada de Morgan Schneiderlin, que estreou após se transferir do Manchester United, e isso brecou qualquer tentativa de reação do City.

Davies, jogando muito bem a partida inteira, concluiu a jogada que ele mesmo começou finalizando sem chances para o goleiro Claudio Bravo, embora Lukaku tenha reivindicado o gol como seu, pelo último toque antes da linha.

"O gol foi definitivamente meu", insistiu Davies, com um sorriso. "É inacreditável, era meu sonho vir e fazer isso."

Lookman, que veio do Charlton no começo do mês, concluiu o conto de fadas aos 49 da segunda etapa, arrematando após erro de Stones e apenas alguns minutos em campo.

(Por Ian Chadband)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos