Bottas pode ser tão rápido quanto Rosberg na Mercedes, diz Niki Lauda

LONDRES (Reuters) - O tricampeão mundial de Fórmula 1 Niki Lauda acredita que o novo piloto da Mercedes, Valtteri Bottas, pode ser tão rápido quanto o homem que vai substituir, o recém-aposentado campeão Nico Rosberg.

“Bottas é o melhor (para o trabalho). Acredito que ele pode pilotar tão rápido quanto Nico. Acredito que ele pode vencer o campeonato”, disse o ex-piloto austríaco, que presidente o Conselho da Mercedes, à rede alemã de televisão RTL. 

“Podemos começar a temporada de uma maneira muito calma e confiante com a dupla”, acrescentou.

A Mercedes anunciou a chegada do finlandês Bottas, vindo da Williams, na segunda-feira, apresentando o piloto de 27 anos como um parceiro rápido e experiente para o britânico Lewis Hamilton, tricampeão mundial. A vaga de Bottas na Williams foi ocupada pelo brasileiro Felipe Massa, que abandonou a aposentadoria para retornar à escuderia.

Hamilton venceu 10 das 21 corridas no ano passado, mas foi superado em pontuação por Rosberg, seu antigo rival desde os tempos de juventude nas corridas de kart e que venceu nove corridas ao longo da temporada passada.

O britânico, cujo primeiro título foi com a McLaren em 2008, superou Rosberg com folga no campeonato de 2015 e também venceu em 2014. 

Rosberg anunciou sua aposentadoria em dezembro, cinco dias após levantar a taça, surpreendendo a todos, inclusive a Mercedes, que vinha tendo dificuldades em encontrar um substituto, considerando que todos os principais pilotos já estavam sob contratos com outras escuderias.

O chefe da equipe da Mercedes, Toto Wolff, há tempos esteve envolvimento no gerenciamento da carreira de Bottas, embora tenha dito que isso agora acabará. Ele também era acionista na Williams, a qual usa motor Mercedes.

Hamilton, de 32 anos, vai começar a nova temporada na Austrália em 26 de março como favorito para conquistar o quarto título, e Lauda disse que o clima na equipe está tranquilo, porque novamente possuem dois corredores de primeira linha. 

“Procuramos por um piloto que se encaixasse em nossa equipe. Até hoje, sempre tivemos dois corredores de primeira que podiam brigar pelo campeonato mundial”, disse ele. “Nico e Lewis eram um bom exemplo disso, porque disputavam cabeça a cabeça.”

(Por Alan Baldwin)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos