Companhias aéreas Lufthansa e Etihad negociam fusão, diz jornal

MILÃO (Reuters) - A alemã Lufthansa e a Etihad Airways estão negociando uma possível fusão, publicou o jornal italiano Il Messaggero citando fontes nesta terça-feira, o que impulsionava as ações da companhia aérea alemã.

Segundo o jornal, os executivos das duas empresas têm se reunido durante semanas para analisar a possibilidade de a Etihad comprar uma fatia de 30 a 40 por cento na Lufthansa por meio da venda de novas ações para a aérea estatal de Abu Dhabi.

Numa segunda etapa, as duas empresas tentariam uma fusão total, afirmou o jornal, acrescentando que as partes se reunirão em breve para acelerar as negociações.

Uma combinação teria impacto sobre deficitária italiana Alitalia, na qual a Etihad tem 49 por cento do capital e está no meio de uma grande reestruturação que deve incluir cortes de empregos e redução da frota de aviões.

Lufthansa e Etihad recusaram-se a comentar sobre o que descreveram como "especulação".

As ações da Lufthansa subiam até 6 por cento nesta terça-feira.

Lufthansa e Etihad assinaram no mês passado um acordo de compartilhamento de voos após a Lufthansa acertar o leasing de 38 aviões da Air Berlin, que tem a Etihad como sócia.

Analistas reagiram com ceticismo à notícia, citando regras de propriedade estrangeira sobre direitos de tráfego internacional e questionaram potenciais benefícios para a Lufthansa.

Na Europa, uma aérea deve ser controlada por investidores da União Europeia para manter direitos de tráfego sob acordos internacionais do setor.

A Lufthansa hoje tem quase 69 por cento do capital nas mãos de investidores alemães, 13 por cento nas mãos de norte-americanos e outros 9 por cento de investidores de outras nacionalidades.

Além disso, se a Etihad quiser comprar mais de 30 por cento da Lufthansa teria que fazer uma oferta pública de aquisição para toda a companhia de acordo com a legislação alemã.

A rival local da Etihad, a Qatar, comprou 20 por cento da IAG, dona da British Airways. Isso tem elevado as ligações entre aéreas da Europa e da Ásia-Pacífico. Mas o Credit Suisse disse que a Lufthansa já tem joint ventures com a Singapore Airlines, a Air China e a All Nippon que cobrem a região.

Previamente, já foram publicas reportagens de que acionistas italianos da Alitalia estão ansiosos para que a Lufthansa invista na aérea italiana, além de especulações de que a Lufthansa pode aumentar a fatia na Air Berlin. Mas executivos da Lufthansa têm repetidamente nas últimas semanas que estão ocupados com a integração operacional de aviões da Air Berlin, e em assumir a Brussels Airlines.

(Reportagem de Agnieszka Flak, Victoria Bryan e Alexander Cornwell)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos