Conservador italiano lidera em votação para chefia do Parlamento Europeu

ESTRASBURGO (Reuters) - O conservador italiano Antonio Tajani estabeleceu uma grande liderança nesta terça-feira na eleição para próximo presidente do Parlamento Europeu, que pode bloquear ou reformar leis da União Europeia e terá a palavra final na aprovação de um acordo de saída do Reino Unido da UE.

Tajani teve 291 dos 690 votos válidos em uma terceira votação, após um acordo de coalizão com os liberais tentar conter a influência de partidos anti-UE. Tajani, de 63 anos, tem sido um aliado próximo do ex-premiê italiano Silvio Berlusconi.

    Tajani manteve forte liderança sobre o candidato de centro-esquerda e também italiano Gianni Pittella, que teve 199 votos. Quatro outros candidatos tiveram entre 44 e 58 votos.

Como nenhum candidato na câmara de 751 assentos teve maioria nas três votações realizadas, Tajani e Pittela se enfrentarão numa quarta rodada decisiva na noite desta terça-feira.

    A eleição tem sido extraordinariamente controversa, após o grupo de centro-esquerda Socialistas e Democratas (S&D), segundo maior grupo após o Partido Popular Europeu (EPP), de centro-direita, romper uma grande coalizão com o EPP e os liberais para tentar eleger seu próprio candidato para a sucessão do presidente Martin Schulz. 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos