Ibama vai recorrer para manter operação de turbinas na hidrelétrica Santo Antônio

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibama irá recorrer de decisão judicial que cancelou uma autorização para que a hidrelétrica de Santo Antônio, em Rondônia, acionasse suas últimas seis máquinas geradoras, segundo comunicado enviado pelo órgão ambiental à Reuters nesta terça-feira.

Após o cancelamento da permissão para que a usina opere na cota 71,3 metros do rio Madeira, a Santo Antônio Energia, responsável pelo empreendimento, também disse que "já está tomando todas as medidas legais cabíveis para restabelecer a autorização".

A decisão judicial que cancelou o aval dado pelo Ibama foi emitida em 11 de janeiro, após ação movida pelos Ministérios Públicos Federal e Estadual em Rondônia, que acusaram a Santo Antônio Energia de não cumprir condicionantes e não apresentar um plano de segurança para a barragem.

Santo Antônio iniciou a operação comercial das últimas máquinas nos primeiros dias deste ano, o que colocou a usina, com cerca de 3,5 gigawatts em capacidade, como uma das maiores do Brasil. O empreendimento recebeu investimentos de cerca de 20 bilhões de reais.

"O instituto entende que as exigências e as condicionantes para a emissão da autorização foram cumpridas", disse o Ibama, em nota.

A Santo Antônio Energia informou em comunicado que a operação comercial das seus últimas máquinas da usina está "mantida até o momento", mas disse que não iria fazer mais comentários por estar em período de silêncio.

O grupo responsável pela hidrelétrica tem como sócios Furnas, do Grupo Eletrobras, e Cemig, além da Odebrecht Energia e dos veículos de investimento Caixa FIP Amazônia Energia E SAAG Investimentos.

(Por Luciano Costa)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos