Protesto de caminhoneiros em MT entra no 5º dia consecutivo

SÃO PAULO (Reuters) - O protesto de caminhoneiros em importantes rodovias de escoamento da safra de grãos em Mato Grosso entrou nesta terça-feira em seu quinto dia consecutivo.

A concessionária Rota do Oeste informou que no final da manhã caminhoneiros bloqueavam quatro pontos em Mato Grosso.

Por volta das 12:00 (horário de Brasília) foi liberado o bloqueio na BR-163 em Nova Mutum. O ponto é passagem obrigatória dos caminhões que transportam soja e milho do médio-norte, importante região de cultivo no Estado, rumo a indústrias e portos no Sudeste e Sul do país.

Segundo a concessionária, no entanto, manifestantes informaram que o bloqueio será retomado no início da tarde.

Eles reclamam dos baixos valores obtidos com os fretes.

Mato Grosso está começando a colher uma safra recorde de soja, de cerca de 30 milhões de toneladas.

Ao sul do Estado, bloqueios parciais sobre pista duplicada permanecem na BR-364, em três pontos na saída de Rondonópolis e em um ponto sobre pista simples, na região de Juscimeira.

Os bloqueios permitem a passagem de veículos de passeio, com carga perecível, ambulâncias e carretas-tanque, disse a Rota do Oeste.

(Por Gustavo Bonato, em São Paulo)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos