Força Aérea da Nigéria mata 52 em ataque a acampamento de refugiados, diz MSF

Por Lanre Ola

MAIDUGURI, Nigéria (Reuters) - A Força Aérea da Nigéria matou ao menos 52 pessoas e feriu outras 120, na terça-feira, em um ataque aéreo contra um acampamento de refugiados no nordeste do país, disse um porta-voz da organização Médicos Sem Fronteiras (MSF), após os militares afirmarem que o ataque era para ser contra militantes do Boko Haram.

O MSF informou que o ataque ocorreu em Rann, no Estado de Borno, epicentro da tentativa que já dura sete anos do grupo jihadista de criar um califado islâmico. O general nigeriano Lucky Irabor, comandante militar regional, disse que o incidente ocorreu em Kala Balge, um distrito que inclui Rann.

Irabor, que disse ser cedo para determinar a causa do incidente, disse a jornalistas que um número desconhecido de civis foram mortos, acrescentando que assistentes humanitários do MSF e do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (ICRC) ficaram feridos.

"Ao menos 52 pessoas foram mortas e 120 ficaram feridas", disse Tim Shenk, porta-voz do MSF. "Equipes médicas e cirúrgicas da organização na região estão se preparando para tratar pacientes retirados", acrescentou.

Uma porta-voz da Cruz Vermelha disse que seis membros da Cruz Vermelha da Nigéria foram mortos e 13 ficaram feridos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos