Ministério da Justiça anuncia criação de Grupo Nacional de Intervenção Penitenciária

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, anunciou nesta quarta-feira a criação do Grupo Nacional de Intervenção Penitenciária, para atuar nos presídios, informou texto publicado no site da pasta.

Segundo o que foi anunciado, durante reunião do ministro com representantes da Federação Sindical Nacional dos Servidores Penitenciários (Fenaspen), cada Estado cederá agentes penitenciários para a criação do grupo, que deve contar com cem integrantes, para a “contenção e soluções de problemas”.

Os agentes penitenciários também devem indicar representantes para uma comissão de Reforma do Sistema Penitenciário, a ser criada pelo presidente Michel Temer.

As medidas do governo --na terça-feira Temer determinou a atuação das Forças Armadas em varreduras nos presídios-- ocorrem na esteira de massacres e disputas entre facções criminosas em penitenciárias que resultaram na morte de mais de 130 presos.

A situação mais tensa ocorre no presídio de Alcaçuz, na grande Natal, onde detentos estão rebelados desde sábado, parte de uma disputa entre facções rivais que deixou ao menos 26 mortos. 

(Reportagem de Maria Carolina Marcello)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos