Ryanair pode abandonar rotas domésticas do Reino Unido após Brexit

DUBLIN (Reuters) - A companhia aérea Ryanair pode deixar de operar seu pequeno número de rotas domésticas no Reino Unido uma vez que o país deixe a União Europeia, para não ter que tomar medidas para se adaptar a novas regras, disse o diretor financeiro nesta quarta-feira, segundo um porta-voz da empresa.

Como empresa irlandesa, a maior operadora da Europa em número de passageiros no Reino Unido poderia ter que obter um certificado de operação aérea de serviços domésticos se quiser continuar a opera na região após o Brexit, disse o diretor financeiro da Ryanair Neil Sorahan, informou a Bloomberg.

Uma vez que apenas 2 por cento do seu negócio envolve operações domésticas no Reino Unido, a empresa pode simplesmente abandonar as rotas, disse Sorahan.

Um porta-voz Ryanair confirmou os comentários atribuídos ao Sorahan.

(Reportagem de Padraic Halpin)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos