Processo de Neymar no Carf é adiado para fevereiro após pedido de vista

BRASÍLIA (Reuters) - O julgamento do processo envolvendo o jogador Neymar, do Barcelona, no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) deverá ser votado no próximo mês, após pedido de vista solicitado pelo conselheiro Ronnie Soares Anderson nesta quinta-feira.

Em setembro de 2015, a Justiça Federal bloqueou 188,8 milhões de reais de Neymar em uma ação sobre suposta sonegação de impostos entre 2011 e 2013.

O jogador, por meio de empresas que o representam, é acusado de omitir rendimentos de fontes situadas no exterior, como valores pagos pelo Barcelona ao Santos para sua contratação. Neymar recorreu ao Carf contra a cobrança.

A relatora do processo, Bianca Rothschild, explicou que a votação não foi concluída, uma vez que um membro do conselho pediu mais tempo para analisar o processo.

“Ainda não foi votado nada, não tem nada decidido ainda. O doutor Ronnie que pediu vistas vai voltar no próximo mês com as conclusões dele sobre todo o processo”, disse ela à Reuters. 

(Por César Raizer)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos