Alemanha precisa se preparar para "percurso difícil" sob Trump, diz vice-chanceler

BERLIM (Reuters) - A Alemanha precisará de uma nova estratégia econômica voltada para a Ásia, caso o novo governo dos Estados Unidos inicie uma guerra comercial com a China, afirmou o vice-chanceler Sigmar Gabriel nesta sexta-feira, alertando sobre um "percurso difícil", horas após o juramento do presidente Donald Trump.

"O que ouvimos hoje foram altos tons nacionalistas", disse Gabriel em entrevista à emissora pública ZDF, na primeira reação oficial alemã à posse de Trump. "Eu acho que temos que nos preparar para um percurso difícil."

Ele acrescentou que Trump "foi extremamente sério" em seu discurso de posse, o que significava que ele vai seguir suas promessas sobre comércio e outras questões.

A Europa e a Alemanha devem estar unidas "para defender os nossos interesses", segundo o vice-chanceler.

Os Estados Unidos são o maior parceiro comercial da Alemanha, e Trump alertou que seu governo vai impor uma tarifa aduaneira de 35 por cento sobre os carros que a montadora alemã BMW planeja construir em uma nova fábrica no México e exportar para o mercado norte-americano.

(Reportagem de Joseph Nasr e Sabine Ehrhardt)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos