Ross Brawn volta à Fórmula 1 em cargo de gerência

LONDRES (Reuters) - O ex-diretor técnico e chefe da Ferrari Ross Brawn voltou à Fórmula 1 nesta segunda-feira no novo cargo de diretor-gerente de automobilismo.

A nova proprietária da categoria Liberty Media disse que o britânico, cuja equipe Brawn ganhou os títulos de construtores e pilotos de 2009, será um dos dois diretores sob a direção do novo chefe da F1, Chase Carey.

O outro, para operações comerciais, é o ex-executivo da ESPN Sean Bratches.

"É fantástico voltar ao mundo da Fórmula 1", disse Brawn, de 62 anos, em um comunicado.

"Temos uma oportunidade quase sem precedentes de trabalhar em conjunto com as equipes e promotores para uma F1 melhor para eles e, mais importante, para os fãs."

Brawn, que também foi chefe de equipe da Mercedes e da equipe extinta Honda, bem como o estrategista que ajudou Michael Schumacher a conquistar sete campeonatos mundiais, tem 40 anos de experiência na F1.

(Por Alan Baldwin)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos