Odebrecht prevê acordo de leniência no Peru; alerta contra pedidos de banimento

LIMA (Reuters) - Um alto executivo da Odebrecht para a América Latina alertou contra os pedidos para que a companhia seja excluída de países onde a empresa admitiu ter pago suborno, advertindo que reações "radicais" limitariam sua capacidade de pagar multas.

A Odebrecht está "lutando para sobreviver", na esteira de um escândalo de corrupção, e quer dar o exemplo, ajudar as autoridades e pagar multas, disse Mauricio Cruz, novo presidente do braço de investimentos da Odebrecht na América Latina, a Odebrecht Latinvest, em entrevista nesta terça-feira.

O executivo afirmou que a empresa espera obter acordo de leniência com autoridades no Peru no prazo de duas a quatro semanas.

(Reportagem de Mitra Taj e Teresa Cespedes)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos