China mantém meta de déficit orçamentário de 3% para 2017, dizem fontes

PEQUIM (Reuters) - As autoridades chinesas planejam manter a meta de déficit orçamentário para 2017 no mesmo nível que no ano passado para enfatizar o foco na redução e reforma da dívida, embora tenham espaço para aumentar o estímulo fiscal se a economia precisar de suporte novamente.

A meta de déficit orçamentário de 3 por cento do Produto Interno Bruto, inalterada ante 2016, foi endossada pelos líderes da Conferência Central de Trabalho Econômico em dezembro, segundo fontes com conhecimento do resultado da reunião.

Depois que o investimento governamental impulsionou a atividade durante grande parte de 2016, as autoridades estão buscando uma recuperação do investimento privado por meio de projetos de infraestrutura de parcerias público-privadas para direcionar o crescimento neste ano.

"A política fiscal é clara, é necessário manter a proporção de déficit de 3 por cento do ano passado, embora haja espaço para aumentá-la ligeiramente", disse uma das fontes.

Dados preliminares do Ministério das Finanças nesta semana apontaram um déficit real de 3,8 por cento do PIB em 2016. No entanto, a contabilidade orçamentária da China lhe permite utilizar o dinheiro não gasto de anos anteriores e recursos do Fundo Central de Estabilização do Orçamento, podendo reportar um déficit final em linha com a meta.

(Por Kevin Yao)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos