Confiança do comércio no Brasil sobe em janeiro para o maior nível desde outubro, diz FGV

SÃO PAULO (Reuters) - A avaliação sobre a situação atual melhorou no início do ano e o Índice de Confiança do Comércio (Icom) do Brasil atingiu em janeiro o maior nível desde outubro passado, de acordo com dados divulgados nesta quinta-feira pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

O Icom apresentou alta de 0,6 por cento e foi a 78,9 pontos, maior patamar desde a marca de 79,8 em outubro de 2016.

O destaque para o resultado foi o Índice da Situação Atual (ISA), que avançou 1,2 ponto e atingiu 68,8 pontos, máxima desde outubro. Já o Índice de Expectativas (IE) recuou 0,1 ponto, para 89,9 pontos.

Segundo a FGV, a maior contribuição para o resultado do ISA foi o grau de satisfação com o volume de demanda atual. Já o quesito que mede a situação dos negócios nos seis meses seguintes pressionou o IE.

"O segmento parece incomodar-se pouco com a incerteza do ambiente político e se preocupar bastante com o custo e a disponibilidade de crédito para consumo", destacou o superintendente de estatísticas públicas da FGV/IBRE, Aloisio Campelo, em nota.

"Assim, é possível que a aceleração da queda dos juros sinalizada em janeiro pelo BC colabore para que a confiança do comércio...volte a registrar ganhos nos próximos meses", completou.

O avanço acompanha a retomada da confiança do consumidor medida pela FGV, que voltou a subir em janeiro após dois meses de queda.

(Por Thaís Freitas)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos