Economia do Reino Unido não mostra sinais de desaceleração no fim de 2016 após Brexit

LONDRES (Reuters) - A economia do Reino Unido manteve seu forte ímpeto nos três últimos meses de 2016, superando novamente as expectativas de que a decisão de deixar a União Europeia iria rapidamente afetar o crescimento.

O Produto Interno Bruto (PIB) cresceu a uma taxa de 0,6 por cento entre outubro e dezembro sobre o trimestre anterior, informou a Agência para Estatísticas Nacionais, mantendo o ritmo acima da média visto nos três primeiros meses após o referendo do Brexit, em junho.

Economistas consultados pela Reuters esperavam uma ligeira desaceleração a 0,5 por cento.

Na comparação com um ano antes, a economia expandiu 2,2 por cento, novamente acima do esperado.

Mas olhando para 2016 como um todo, o crescimento desacelerou modestamente para 2,0 por cento, de 2,2 por cento em 2015.

(Reportagem de David Milliken e William Schomberg)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos