Bolt devolve medalha de ouro do revezamento 4x100 m de Pequim 2008

Por Kayon Raynor

KINGSTON (Reuters) - O jamaicano Usain Bolt disse que é difícil perder uma de suas nove medalhas de ouro em Jogos Olímpicos, depois que o companheiro de equipe Nesta Carter foi considerado culpado de doping nos Jogos de Pequim 2008.

"É difícil que eu tenha de devolver uma de minhas medalhas e eu já a devolvi porque foi, claro, exigida pelo COI", disse Bolt à Reuters nesta sexta-feira, em seus primeiros comentários desde a decisão do Comitê Olímpico Internacional.

"Não estou feliz com isso, mas é apenas uma daquelas coisas que acontecem na vida."

"Não posso permitir que isso me desencoraje de me concentrar nesta temporada, por isso estou concentrado, mas não estou satisfeito", acrescentou.

Carter foi flagrado em testes refeitos de sua amostra para o estimulante proibido metilhexaneamina, disse o COI na quarta-feira, o que significa que toda a equipe de revezamento jamaicano teve que devolver suas medalhas de ouro.

A perda da medalha nos 4x100 metros deixa Bolt com oito ouros olímpicos, e ele não acha que a decisão mancha seu brilhante retrospecto.

Ele é considerado o maior velocista de todos os tempos, tendo conquistado um tricampeonato sem precedentes de ouros olímpicos consecutivos nos 100m e 200m em 2008, 2012 e 2016.

"Acho que ainda consegui muito, não mudou o que fiz ao longo da minha carreira", disse o recordista mundial dos 100m e 200m.

Bolt, de 30 anos, afirma que se aposentará após o Campeonato Mundial de 2017 em Londres.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos