Governo do RJ quer aprovar caso Cedae na assembleia no começo de fevereiro, dizem fontes

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A votação do projeto para federalizar ou privatizar a companhia fluminense de saneamento Cedae será prioridade na volta das atividades na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro e o governo quer colocar o tema em votação logo nas primeiras sessões de fevereiro disseram fontes a par do assunto.

A ideia é que a votação se dê antes dos demais projetos que incluem contrapartidas definidas no ajuste fiscal de cerca 62 bilhões de reais com a União. "A Cedae é prioridade zero", disse uma fonte familiarizada com o governo estadual.

A companhia é uma garantia oferecida pelo Rio para obter recursos necessários para a regularizar a folha de pagamento dos servidores, que está atrasada.

"Para ter o empréstimo de 3 bilhões de reais tem que resolver de cara a questão da Cedae", disse a fonte. "O modelo será definido depois se vai privatizar ou federalizar mas tem que resolver a garantia do empréstimo", disse uma segunda fonte.

O Rio de Janeiro também terá que aprovar um pacote de austeridade, aumento da alíquota de contribuição previdenciária de ativos e inativos, de 11 pra 14 por cento, e um alíquota adicional temporária de 8 por cento.

As duas votações prometem ser polêmicas e deve encontrar resistência de servidores e oposição.

O projeto rejeitado no ano passado e o acordo de agora não mudou nada. Cobrar 8 por cento extra é muito duro", disse o deputado do PSDB Luiz Paulo Corrêa da Rocha.

Líderes de movimentos ligados à servidores são contra medidas e prometem novos protestos a partir da retomada do ano legislativo.

"O pacote é muito cruel com o servidor", disse Ramon Carrera que representa o movimento unificado dos servidores do Estado.

(Por Rodrigo Viga Gaier)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos