Russa Phosagro vê mercado global de fertilizantes caminhando para reequilíbrio

LONDRES (Reuters) - O mercado global de fertilizantes está a caminho do reequilíbrio à medida que a China reduz as exportações após inundar o mercado nos últimos anos, disse o presidente da Phosagro, gigante russa do setor.

"Esperamos que as unidades ineficientes da China fechem. E porque isso levará a certa escassez, suas grandes empresas irão direcionar suas entregas ao mercado doméstico", disse Andrei Guryev à Reuters.

Os preços de fertilizantes caíram após a China abolir uma taxa sazonal de exportação em 2015, inundando o mercado com volumes adicionais.

Mas Guryev disse que as exportações chinesas de fertilizantes de fosfato e nitrogênio já caíram em 30 por cento desde 2015, uma vez que algumas empresas não conseguiram lidar com os baixos preços.

O declínio, que deve continuar neste ano, deverá permitir que os preços do fertilizante fosfato diamónico (DAP) se estabilizem nos níveis do ano passado de cerca de 340 a 350 dólares por tonelada, disse Guryev.

A Phosagro é uma das maiores produtoras mundiais de rocha fosfática, um nutriente agrícola essencial. Ela também vende fertilizantes compostos, uma mistura de fosfato, nitrogênio, potássio processados e frequentemente enxofre.

(Por Dmitry Zhdannikov)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos