Iraque se opõe às restrições de viagem dos EUA buscando preservar cooperação contra Estado Islâmico

Por Maher Chmaytelli e Isabel Coles e Ahmed Rasheed

BAGDÁ/MOSUL (Reuters) - O Iraque planeja fazer lobby contra novas restrições às viagens dos iraquianos aos Estados Unidos, argumentando que os dois países precisam preservar sua aliança contra o Estado Islâmico (EI), afirmaram neste domingo dois membros do Parlamento iraquiano próximo do governo.

Dependente do Exército dos EUA na luta contra o EI, até agora o governo iraquiano se recusou a comentar o decreto assinado pelo presidente dos EUA, Donald Trump, na sexta-feira, que suspende a entrada de viajantes do Irã, Iraque, Líbia, Somália, Sudão, Síria e Iêmen por pelo menos 90 dias.

O decreto provocou irritação no Iraque, onde estão mais de 5 mil soldados dos EUA para ajudar as forças iraquianas e curdas na guerra contra os insurgentes do EI.

Para alguns membros do Parlamento, o Iraque deveria retaliar os EUA com medidas semelhantes.

"O Iraque está na linha de frente da guerra contra o terrorismo (...) e é injusto que os iraquianos sejam tratados dessa maneira", disse o comitê de relações exteriores do Parlamento.

"Pedimos ao governo iraquiano que adote retaliações contra a decisão da administração norte-americana", diz um comunicado do comitê divulgado após uma reunião, neste domingo, em Bagdá.

Bagdá planeja fazer lobby junto a Washington para reavaliar a decisão, de acordo com dois parlamentares que pediram para não ser identificados.

Um deles disse à Reuters que o governo irá "explicar que o Iraque como um país soberano será forçado a aplicar tratamento similar, e que isso irá afetar negativamente a cooperação, incluindo a cooperação militar", no conflito com o EI.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos