BCE vai revisar política monetária em junho mas não vai diminuir estímulo, diz Nowotny

VIENA (Reuters) - O Banco Central Europeu vai provavelmente revisar sua postura de política monetária em junho, mas não tomará qualquer decisão sobre reduzir seu enorme programa de estímulo econômico, disse o membro do BCE Ewald Nowotny nesta segunda-feira.

As declarações dele ocorrem em meio aos crescentes pedidos da Alemanha para encerrar as compras de títulos do BCE de 2,3 trilhões de euros uma vez que a inflação no país está se recuperando, superando de longe o aumento dos preços em economias mais fracas como a Itália.

Nowotny disse que as autoridades devem aguardar as projeções econômicas do BCE em junho antes de reavaliar sua política monetária e, mesmo assim, não será tomada nenhuma decisão sobre o término gradual do programa, que busca aumentar a inflação na zona do euro.

"A discussão sobre nossa avaliação econômica global provavelmente (ocorrerá) em junho", disse Nowotny, que é presidente do banco central austríaco.

"Mas esta não é uma discussão de redução, mas vamos apenas ver, agora temos uma previsão de inflação, que pressupõe que a taxa de inflação vai aumentar significativamente. Em seguida, seremos capazes de avaliar melhor como isso evolui".

(Por Francesco Canepa)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos