Entidade islâmica mundial diz que proibição de viagens imposta por Trump fortalece extremistas

DUBAI (Reuters) - A Organização de Cooperação Islâmica (OIC) disse nesta segunda-feira que o decreto do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que baniu temporariamente viagens aos EUA de pessoas de sete países de maioria muçulmana prejudica os esforços comuns contra o radicalismo.

"Tais atos seletivos discriminatórios só servem para fortalecer as narrativas radicais de extremistas", afirmou o grupo em comunicado em seu site.

"(O decreto) irá dar mais combustível aos defensores da violência e terrorismo em um momento crítico, no qual a OIC está engajado com todos seus parceiros, incluindo os EUA, no combate ao extremismo e terrorismo em todas suas formas e manifestações".

(Reportagem de Noah Browning)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos