Preços têm leve alta em meio a preocupação com atividade de sondas nos EUA

LONDRES (Reuters) - Os preços do petróleo operavam em leve alta nesta segunda-feira, com os ganhos limitados pela notícia de outro aumento na atividade de sondas de perfuração nos Estados Unidos, o que eleva preocupações sobre a crescente oferta justamente em um momento em que grande parte dos produtores mundiais tenta cumprir um acordo para cortar produção e sustentar os preços.

O petróleo Brent subia 0,1 dólar, ou 0,18 por cento, a 55,62 dólares por barril, às 9:17 (horário de Brasília). O petróleo dos Estados Unidos avançava 0,22 dólar, ou 0,41 por cento, a 53,39 dólares por barril.

O número de plataformas de petróleo em operação nos Estados Unidos aumentou para o maior nível desde novembro de 2015 na semana passada, de acordo com dados da empresa de serviços Baker Hughes, mostrando que os perfuradores estão aproveitando os preços do petróleo acima de 50 dólares o barril.

"Os preços do petróleo estão caindo devido ao aumento do número de sondas norte-americanas", disse o analista da PVM Oil Associates em Londres, Tamas Varga.

Ele acrescentou ainda que um relatório da Petro-Logistics que apontou que os membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) cortaram a produção em 900 mil barris por dia (bpd) em janeiro "não foi muito encorajador", porque isso significa apenas 75 por cento da meta de redução da produção da Opep estava sendo cumprida.

A Opep e outros produtores, incluindo a Rússia, concordaram em reduzir a produção em cerca de 1,8 milhão de barris por dia (bpd) no primeiro semestre de 2017 para aliviar o excesso de oferta.

Desde o acordo da Opep, os preços do petróleo permaneceram acima de 50 dólares o barril, incentivando os perfuradores em regiões produtoras de petróleo de xisto nos Estados Unidos a aumentar sua atividade.

(Por Karolin Schaps)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos