Franceses duvidam de explicação de Fillon sobre emprego de esposa, diz pesquisa

PARIS (Reuters) - A grande maioria dos eleitores franceses não está convencida pela defesa do presidenciável conservador François Fillon sobre as alegações de que remunerou a esposa por um emprego falso, como revelou uma pesquisa nesta terça-feira.

Fillon nega qualquer irregularidade e classificou as alegações de "abjetas".

O levantamento da empresa Elabe para a BFM TV mostrou que 76 por cento não estão convencidos dos argumentos do ex-primeiro-ministro.

O semanário satírico Le Canard Enchainé noticiou que Pénélope Fillon recebeu cerca de 831.440 euros por muitos anos de atuação como assistente parlamentar de Fillon e depois de seu sucessor, mas que não encontrou indícios de que tenha realizado qualquer trabalho.

A pesquisa foi realiza online na segunda e terça-feiras com 974 pessoas.

(Por Mathieu Rosemain)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos