Empresas concluem estudo de viabilidade da hidrelétrica Tabajara, em Rondônia

SÃO PAULO (Reuters) - Um grupo de empresas concluiu os estudos de viabilidade para a hidrelétrica de Tabajara, prevista para ser construída no rio Ji-Paraná, em Rondônia, segundo publicação no Diário Oficial da União nesta terça-feira que confirma o recebimento e aceite do material sobre a usina pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Conduzido desde 2007 pelas subsidiárias da Eletrobras, Furnas e Eletronorte, pela italiana Enel, pela construtora Queiroz Galvão e pelas consultorias PCE e JGP, o estudo concluiu que a usina poderá ter 400 megawatts em capacidade, ante 350 megawatts estimados na fase de levantamento de inventário.

Após a aprovação do estudo sobre a viabilidade da hidrelétrica pela Aneel, as empresas poderão iniciar o processo de licenciamento ambiental do projeto. Se aprovado pelos órgãos competentes, com a emissão de uma licença prévia, o empreendimento fica disponível para ter a concessão oferecida em licitação pelo governo federal.

O reservatório da hidrelétrica teve a área prevista reduzida para 96 quilômetros quadrados, ante 129 quilômetros estimados anteriormente, após "levantamentos cartográficos a laser mais precisos" que os da fase anterior dos estudos, segundo as empresas.

A energia média prevista para o empreendimento caiu para cerca de 98 megawatts médios, ante 105 megawatts médios anteriormente.

Acesse o despacho da Aneel no Diário Oficial em: http://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?data=01/02/2017&jornal=1&pagina=92&totalArquivos=128

(Por Luciano Costa)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos