Ilhas, castelo, obras de arte: estilo de vida de Johnny Depp é exposto em ação judicial

(Reuters) - Johnny Depp levou a si mesmo à beira da ruína financeira por gastar dezenas de milhões de dólares em casas, arte, carros, um iate e memorabilia de Hollywood, de acordo com uma ação judicial apresentada pelos antigos gerentes dos seus negócios.

O processo apresentado no Superior Tribunal de Los Angeles na terça-feira pela Mandel Company, que cuidou dos assuntos de Depp por 17 anos até ser dispensada em março de 2016, foi em resposta à ação de 25 milhões de dólares do ator no mês passado, acusando a empresa de fraude e má administração financeira.

Os documentos do tribunal detalham os gastos de Depp, com 75 milhões de dólares para a compra ou reforma de 14 propriedades, entre elas um castelo francês e uma cadeia de ilhas nas Bahamas.

Ele também comprou 45 carros de luxo, adquiriu uma coleção de arte de 200 obras, com trabalhos de Andy Warhol e Amedeo Modigliani, e tem doze unidades de armazenagem cheias de memorabilia associada com Marilyn Monroe, Marlon Brando e outras celebridades.

O ator, cuja carreira levantou voo depois do primeiro filme “Piratas do Caribe” em 2003, também gastou mais de 3 milhões de dólares para lançar as cinzas do escritor Hunter Thompson sobre Aspen, no Colorado, com um canhão, segundo o processo.

Adam Waldman, advogado de Depp, respondeu à ação com um comunicado que diz: “Como catalogar supostos gastos do senhor Depp com o seu próprio dinheiro pode de alguma forma absolver os réus de grande e variado mosaico de irregularidades vai ser determinado no final pelo tribunal”.

No mês passado, o divórcio de Depp e da atriz Amber Heard foi finalizado, terminando com um casamento de 15 meses. O ator, de 53 anos, concordou em pagar 7 milhões de dólares à atriz, que, segundo ela, serão doados para a caridade.

A Mandel Company, que busca 560 mil dólares em danos e pagamentos, disse que havia feito “todo o possível para proteger Depp dos seus gastos irresponsáveis e extravagantes”, mas que o esforço fora em vão.

"Depp, e somente Depp, é totalmente responsável pela turbulência financeira na qual ele se encontra hoje”, diz o processo. “Ele se recusou a viver dentro das suas possibilidades.”

A revista Forbes considerou Depp o ator mais bem pago de Hollywood de junho de 2009 a junho de 2010, com ganhos de 75 milhões de dólares. Em dezembro, pelo segundo ano consecutivo, a revista afirmou que ele era o ator que mais recebia em excesso, uma vez que filmes dele não haviam se saído bem.

(Reportagem de Jill Serjeant)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos