Presidente do Irã chama Trump de novato político por decreto que proíbe viagens

DUBAI (Reuters) - O presidente do Irã, Hassan Rouhani, classificou nesta quarta-feira o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de um novato político, aumentando suas críticas às políticas de imigração do novo líder norte-americano, incluindo uma proibição temporária à entrada de iranianos nos EUA.

Teerã já havia dito que irá tomar medidas recíprocas legais e políticas em resposta ao decreto de Trump suspendendo a entrada de pessoas do Irã e seis outros países de maioria muçulmana.

Rouhani colocou o foco em Trump em discurso ao vivo na TV estatal, dizendo; "Ele (Trump) é novo na política. Ele estava em um mundo diferente. É um novo ambiente para ele".

"Levará muito tempo e custará muito aos Estados Unidos, até que ele aprenda o que está acontecendo no mundo", acrescentou Rouhani, que comandou uma reaproximação com Washington durante o governo do ex-presidente Barack Obama.

Trump alega que o decreto presidencial sobre viagens, assinado na sexta-feira, é necessário para proteger a segurança nacional.

Ele também prometeu uma mudança drástica de políticas com o Irã, chamando o acordo sobre o nuclear iraniano assinado por Teerã com Washington e outras potências mundiais de "o pior acordo já negociado".

A França prometeu na segunda-feira defender o acordo e fortalecer laços comerciais com o Irã, além de duplicar o número de vistos disponíveis para iranianos.

(Reportagem de Bozorgmehr Sharafedin)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos