STF oficializa troca de Fachin para 2ª Turma antes de definição do novo relator da Lava Jato

(Reuters) - A transferência do ministro Edson Fachin para a 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), responsável pelos processos relacionados à Lava Jato, foi oficializada nesta quinta-feira com publicação no Diário da Justiça Eletrônico, informou o Supremo.

A troca de turma foi solicitada por Fachin em um ofício enviado à presidente do STF, Cármen Lúcia, na quarta-feira, e o ministro agora ocupará a vaga aberta no colegiado em decorrência da morte do ministro Teori Zavascki em um acidente aéreo no mês passado.

Com a confirmação da transferência de Fachin, a expectativa agora é pela definição do novo relator das ações decorrentes da Lava Jato no Supremo em substituição a Teori.

A principal hipótese é que a definição se dê por meio de sorteio eletrônico entre os membros da 2ª Turma, formada ainda pelos ministros Gilmar Mendes, Celso de Mello, Ricardo Lewandowski e Dias Toffoli.

Relator dos processos da Lava Jato no Supremo, Teori morreu no dia 19 de janeiro na queda de um avião em Paraty (RJ), deixando em aberto o andamento na corte de uma das maiores investigações do país envolvendo o meio político e empresarial.

A presidente do STF, Cármen Lúcia, determinou o andamento dos trabalhos apesar da morte de Teori e, na segunda-feira, fez a homologação das delações de executivos da empreiteira Odebrecht, mas manteve o sigilo das colaborações.

(Por Pedro Fonseca, no Rio de Janeiro)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos