África do Sul confirma presença de praga invasiva que infesta lavouras de milho

JOANESBURGO (Reuters) - O Departamento de Agricultura da África do Sul disse nesta sexta-feira que testes confirmaram a presença da invasiva lagarta do cartucho no cinturão de milho, a primeira vez que a peste foi identificada no local.

Países com surtos confirmados podem enfrentar suspensões sobre a importação de produtos agrícolas, uma vez que a lagarta é considerada uma peste de quarentena. A praga também pode causar extensos danos às lavouras e tem uma preferência pelo milho.

A lagarta é uma espécie invasora centro-americana que é mais difícil de detectar e erradicar do que sua contraparte africana.

"A praga é boa voadora e não pode ser contida em uma área específica. Danos reportados na África do Sul até o momento estão em maior parte em variedades do milho amarelo e em especial no milho doce, bem como no milho plantado para a produção de sementes", disse o Departamento de Agricultura em nota.

A praga espalhou-se para a Namíbia e Moçambique e está causando "danos consideráveis à safra" no sul da África, disse a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) na sexta-feira.

A FAO disse que uma reunião de emergência será realizada em Harare, no Zimbábue, de 14 a 16 de fevereiro, para alinhar uma resposta emergencial coordenada para a ameaça da lagarta e outros possíveis riscos, como a propagação da gripe aviária que foi detectada em outras regiões africanas.

(Por Ed Stoddard)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos