Colheita de soja em MT deslancha e oferta já se aproxima de 10 mi t

Por Roberto Samora

SÃO PAULO (Reuters) - A colheita de soja em Mato Grosso, maior produtor brasileiro da oleaginosa, deslanchou em ritmo forte nesta semana e atingiu 30,6 por cento da área até esta sexta-feira, garantindo uma oferta de quase 10 milhões de toneladas, de acordo com dados do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

Considerando uma estimativa do Imea de produtividade média recorde para o Estado, de 3,2 toneladas por hectare e uma área colhida de quase 3 milhões de hectares, é possível apontar um total colhido até o momento de aproximadamente 9,33 milhões de toneladas. O instituto prevê uma safra mato-grossense histórica de 30,5 milhões de toneladas.

No mesmo período do ano passado, produtores de Mato Grosso tinham colhido apenas 14,4 por cento da área, ou aproximadamente metade do total atual, segundo o Imea. A colheita está mais adiantada no médio-norte e oeste, com mais de 40 por cento da área tendo sido colhida nessas regiões.

No final da semana anterior, produtores tinham colhido 16,3 por cento da área do Estado.

Com trabalhos de colheita bastante avançados este ano em Mato Grosso e com clima favorecendo em geral as atividades, a oferta total do país aumenta, uma vez que o Estado responde por cerca 30 por cento da safra nacional.

"Tivemos uma trégua da chuva no início da semana... E os produtores aproveitaram... O maquinário que temos hoje no campo é grande e de extrema eficiência, por isso nesta semana em praticamente 3 ou 4 dias conseguimos avançar 1,35 milhão de hectares", disse à Reuters o superintendente do Imea, Daniel Latorraca.

Segundo Latorraca, não fossem as chuvas em alguns dias, a colheita estaria ainda mais avançada. Ainda assim, a oferta de soja está bem superior à registrada no mesmo período do ano passado, favorecendo as exportações brasileiras.

Para fevereiro, a previsão é de que os embarques de soja do Brasil, maior exportador global da oleaginosa, dupliquem ante o mesmo período do ano passado, para mais de 4 milhões de toneladas, segundo a programação de navios nos portos.

PRECIFICADO

A colheita mais avançada e o tamanho da safra brasileira já estão bem precificados pelo mercado, disse Latorraca, lembrando que o mercado global pode sofrer oscilações dependendo das perdas pelas chuvas intensas na Argentina.[nL1N1F60RH][nL1N1FG1TZ]

"Caso seja uma queda significativa, os preços podem melhorar."

Ele disse ainda que a questão da qualidade para a soja de Mato Grosso, em função das chuvas, é uma preocupação maior principalmente para o produtor que não tem armazém.

Chuvas na colheita podem afetar a qualidade da soja, reduzindo o valor pago pelo produto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos