Produção de etanol nos EUA atinge níveis recordes, mas política é incerta

NOVA YORK (Reuters) - Os produtores de etanol dos Estados Unidos elevaram a produção do biocombustível para um ritmo recorde na semana passada, mas essa maior atividade é ofuscada pela crescente preocupação da indústria de que as mudanças nas políticas dos EUA e da China possam afetar a demanda por seu produto.

A indústria de etanol dos Estados Unidos cresceu muito na última década, já que os volumes de biocombustíveis que Washington exigiu que as empresas petrolíferas misturassem à gasolina e ao diesel subiram, pelas metas estabelecidas pelo Congresso em 2007. A demanda por etanol da parte da China, Brasil e México deu um impulso adicional à expansão da indústria.

Os produtores de etanol dos EUA produziram um recorde de 1,06 milhão de barris por dia (bpd) na semana passada, uma alta anual de 10,5 por cento, de acordo com a Administração de Informação de Energia dos Estados Unidos.

Mas para alguns na indústria é hora de desacelerar. Os estoques estão na máxima de nove meses, o consumo de gasolina está em uma baixa sazonal e o impacto da política interna e internacional está tornando a perspectiva da demanda de etanol obscura.

Durante as últimas duas semanas, as margens de produção de etanol tornaram-se negativas, de acordo com dados da Universidade Estadual de Iowa, depois de permanecerem positivas por um ano. Os mercados futuros do etanol e do milho indicam margens fracas adiante.

(Por Chris Prentice)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos