Setor de serviços da China tem crescimento forte em janeiro, mas ritmo diminui, mostra PMI do Caixin

Por Elias Glenn

PEQUIM (Reuters) - O crescimento do setor de serviços da China permaneceu robusto em janeiro uma vez que as empresas relataram um aumento sólido nas encomendas, embora o ritmo de expansão tenha caído sobre o mês anterior, mostrou a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) do Markit/Caixin.

O PMI de serviços caiu para 53,1 em janeiro de 53,4 em dezembro, mostrou o PMI nesta segunda-feira. Mas ele permaneceu bem acima da marca de 50 que separa crescimento de contração.

A melhora das condições de negócios levou as empresas de serviços a contratar pessoal no ritmo mais rápido em 20 meses.

Embora a atividade de serviços tenha desacelerado ligeiramente ante dezembro, o crescimento forte deve continuar, em linha com os esforços das autoridades para reequilibrar a economia na direção do consumo e de serviços, que são os maiores motores do crescimento na segunda maior economia do mundo.

As empresas de serviços permaneceram fortemente positivas sobre o cenário empresarial para os próximos 12 meses, citando expansões planejadas, desenvolvimento de novos produtos e previsões de fortalecimento da demanda. O subíndice para expectativas de negócios igualou a máxima de 18 meses com uma leitura de 60,8.

O PMI Composto do Caixin que cobre tanto a indústria quanto o setor de serviços mostrou um padrão similar ao cair para 52,2 em janeiro ante a máxima de quase quatro anos do mês anterior de 53,5.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos