Câmara cria comissões especiais das reformas trabalhista e previdenciária, que serão instaladas na 5a

BRASÍLIA (Reuters) - O ato de criação das comissões especiais que analisarão as reformas da Previdência e da legislação trabalhista foi lido no plenário da Câmara nesta terça-feira, abrindo o prazo de até 48 horas para que os líderes de bancada indiquem seus integrantes.

A instalação das comissões, segundo o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), deve ocorrer apenas na quinta-feira, já que a expectativa é que a oposição deixe as indicações para o último momento.

“Ninguém está dizendo que vai votar da noite para o dia dois temas como esses, mas a gente tem que começar o debate”, disse o presidente da Câmara.

“A oposição me pediu, durante o processo eleitoral da Câmara, e novamente hoje, que eu garantisse o debate. O debate está garantido.”

Segundo Maia, a Câmara não deve votar temas polêmicos nesta primeira semana de trabalhos e não há previsão de votação de proposta que reabre prazo para a regularização de ativos no exterior.

 

(Reportagem de Maria Carolina Marcello)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos