Promotoria pede prisão preventiva de ex-presidente do Peru no caso Odebrecht

Em Lima

  • Karel Navarro/AP

A Promotoria peruana pediu nesta terça-feira (7) a um tribunal a prisão por 18 meses do ex-presidente Alejandro Toledo, acusado de receber subornos milionários da construtora brasileira Odebrecht.

O pedido de prisão preventiva de Toledo, que governou o país entre 2001 e 2006, será avaliado pelo juiz Richard Concepción, disse o Poder Judiciário em sua conta no Twitter.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos