Processo de Neymar no Carf é adiado pela 2ª vez após pedido de vista

BRASÍLIA (Reuters) - O julgamento do processo envolvendo o jogador Neymar, do Barcelona, no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) foi adiado pela segunda vez, após pedido de vista solicitado pelo conselheiro Tulio de Melo Pereira nesta quarta-feira.

Em setembro de 2015, a Justiça Federal bloqueou 188,8 milhões de reais de Neymar em uma ação sobre suposta sonegação de impostos entre 2011 e 2013.

O jogador, por meio de empresas que o representam, é acusado de omitir rendimentos de fontes situadas no exterior, como valores pagos pelo Barcelona ao Santos para sua contratação. Neymar recorreu ao Carf contra a cobrança.

Em janeiro, o julgamento já havia sido adiado, devido a outro pedido de vista.

No Carf, os conselheiros têm direito a dois pedidos de vista. O primeiro pedido foi individual, feito pelo conselheiro Ronnie Soares Anderson e este segundo é coletivo, para todos os demais conselheiros. Obrigatoriamente o processo deve ser finalizado em março, no próximo encontro da 2ª Turma da 4ª Câmara da 2ª Seção.

“É normal que um processo dessa complexidade saia de vistas pelos conselheiros para que eles se sintam à vontade de votar com segurança”, disse a jornalistas a relatora do processo, Bianca Rothschild.

A Receita cobra de Neymar 63,5 milhões de reais em imposto de renda devido e outros 125,3 milhões em multas e juros.

MULTA A PATO

Nesta manhã, o também jogador de futebol Alexandre Pato foi condenado em parte em processo no Carf devido a cobrança de imposto de renda sobre valores por direito de imagem pagos ao atleta pela Nike e o Internacional.

A decisão permite a compensação do valor devido com a quantia já paga pela empresa de Pato, fazendo com que a cobrança originalmente de 10 milhões de reais seja reduzida para aproximadamente 5 milhões de reais.

(Por César Raizer)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos