Queda da Petrobras corrobora tom negativo do Ibovespa

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa paulista operava no vermelho nesta quarta-feira, pressionado pelas quedas nas ações da Petrobras, em sessão de baixa nos preços do petróleo.

Às 11:56, o Ibovespa caía 0,45 por cento, a 63.907 pontos. O giro financeiro era de 1,29 bilhão de reais.

No front local, a inflação oficial do país subiu 5,35 por cento em 12 meses até janeiro, menor patamar desde setembro de 2012, reforçando o cenário para queda da Selic.

O noticiário corporativo segue no radar dos investidores em meio à temporada de divulgação dos balanços trimestrais. Entre os destaques no calendário desta quarta-feira está a Suzano, cujo resultado é esperado depois do fechamento do pregão.

"Mercados mostram alguma cautela com nível de rentabilidade das empresas locais e registraram pouca força ao longo do dia de ontem", escreveram os analistas da corretora Lerosa Investimentos, acrescentando que esse movimento pode levar a mais realizações neste pregão.

DESTAQUES

- PETROBRAS PN caía 1,5 por cento e PETROBRAS ON recuava 0,9 por cento, acompanhando as baixas no preço do petróleo no mercado internacional devido à alta nos estoques da commodity nos Estados Unidos. [O/R]

- ITAÚ UNIBANCO perdia 0,3 por cento, em sessão de baixa para o setor bancário e um dia após fechar na maior cotação histórica. BRADESCO PN recuava 0,64 por cento.

- EMBRAER caía 1,67 por cento, após o governo canadense anunciar um empréstimo à Bombardier, principal concorrente da fabricante brasileira de aviões. Nesta quarta-feira, o governo brasileiro apresentou pedido de consultas na Organização Mundial de Comércio (OMC) contra o Canadá pelos subsídios concedidos à Bombardier.

- VALE PNA tinha alta de 0,38 por cento, enquanto VALE ON tinha variação positiva de 0,79 por cento, em linha como avanço do preço do minério de ferro na China, o que ajudava a limitar as perdas do Ibovespa.

- MOVIDA, que não compõem o Ibovespa, tinha baixa de 1 por cento no dia de estréia de seus papéis na bolsa, após sua oferta inicial de ações sair à 7,50 reais, no piso da faixa indicativa.

(Por Flavia Bohone)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos