Fachin autoriza abertura de inquérito para investigar Renan, Jucá e Sarney

(Reuters) - O ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin autorizou abertura de inquérito para investigar os senadores Renan Calheiros (PMDB-AL) e Romero Jucá (PMDB-RR), o ex-senador e ex-presidente da República José Sarney (PMDB-AP) e o ex-diretor da Transpetro Sérgio Machado por tentativa de obstrução da operação Lava Jato, informou o STF na noite desta quinta-feira.

A abertura de inquérito atende pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para quem o conteúdo de cerca de seis horas de conversas gravadas por Machado com os políticos demonstra motivação de estancar os avanços da Lava Jato "por meio de acordo com o Supremo Tribunal Federal e da aprovação de mudanças legislativas".

Os políticos negam irregularidades.

O inquérito autorizado nesta quinta-feira é o primeiro aberto por Fachin depois que ele assumiu a relatoria da Lava Jato no STF, após a morte do ministro Teori Zavascki.

(Reportagem de Tatiana Ramil, em São Paulo)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos