Ministério Público denuncia Eike e Cabral por corrupção e lavagem de dinheiro

(Reuters) - O Ministério Público Federal apresentou denúncia contra o empresário Eike Batista e o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral, além de outras seis pessoas, informou o MPF em nota nesta sexta-feira.

Caso a denúncia seja aceita pela Justiça, Eike, Cabral e os demais denunciados se tornarão réus acusados de corrupção e lavagem de dinheiro.

"Os fatos apresentados na denúncia são resultantes da operação Eficiência, realizada no escopo das investigações da força-tarefa da Lava Jato no Rio de Janeiro", informou o MPF na nota. Os detalhes da denúncia serão divulgados em entrevista coletiva dos investigadores nesta manhã.

Eike, que já foi apontado como um dos homens mais ricos do mundo, foi preso na semana passada acusado de pagar propina de 16,5 milhões de dólares a Cabral.

O ex-governador está preso desde o ano passado e é acusado de ser o articulador e beneficiário de um esquema milionário de corrupção. Ele já é réu em outras ações na Justiça Federal também acusado de corrupção.

(Por Eduardo Simões, em São Paulo)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos