Premiê da Turquia volta a pedir extradição de clérigo opositor em reunião com diretor da CIA

ANCARA (Reuters) - O primeiro-ministro da Turquia, Binali Yildirim, reiterou a exigência que seu país vem fazendo para que os Estados Unidos cooperem com a extradição do clérigo Fethullah Gulen, que mora nos EUA, durante uma reunião com o novo diretor da Agência Central de Inteligência dos EUA (CIA, na sigla em inglês), Mike Pompeo, nesta sexta-feira, informou o escritório do premiê.

Ancara acusa Gulen de ter orquestrado a tentativa de golpe de Estado de julho passado na Turquia, alegação que o clérigo nega.

O comunicado também disse que Yildirim enfatizou a importância que a Turquia atribui à cooperação com o novo governo norte-americano.

(Por Ercan Gurses)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos